top of page
vamos juntos_edited.jpg

A SUA JORNADA É ÚNICA, 
MAS VOCÊ NÃO PRECISA CAMINHAR SOZINHA

morrer de amor.jpg
morrer de amor.jpg

PROJETO MORRER DE AMOR

O Projeto Morrer de Amor começou em 2014, com exposições de quadrinhos sobre relacionamentos e o cotidiano da mulher. A primeira exposição teve lugar na Casa das Rosas, em São Paulo, e seguiu com a cria​ção da página no Facebook e posterior lançamento do livro Morrer de amor e continuar vivendo que foi indicado ao Prêmio Jabuti de quadrinhos em 2018.

A página do projeto Morrer de Amor, um local para conscientização sobre abuso emocional, dependência emocional e outros transtornos, alcançou a marca de 60mil seguidores em 5 meses, tendo chegado a 200mil seguidores.

No âmbito do Projeto Morrer de Amor, foram realizadas muitas exposições gratuitas, palestras e conversas em centros de acolhida à mulher e em escolas; oficinas de quadrinhos sensíveis para mulheres, em pareceria com uma psicóloga.

Veja a página original desse projeto no Facebook.

CAMPANHA
ELA MERECE RESPEITO

Quando viveu em Israel, Lorena sofreu um episódio de assédio moral/sexual e, por não encontrar acolhimento algum no ambiente social, viu-se sem voz para denunciar. Resolveu, então, fazer o que sabe, arte, para conscientizar a população sobre o assédio esmoas várias formas; moral, sexual, patrimonial etc.

Inicialmente a autora criou uma página em Inglês com imagens que explicavam diferentes formas de assédio, e mais tarde, essa campanha foi abraçada pela agência Leo Burnett e pelo Conselho Nacional de Justiça, e foi exibida em todo o Brasil, na campanha "Cartoons contra a violência", em outdoors, letreiros luminosos, traseiras de ônibus e outros espaços, sites e jornais, encerrando-se com uma linda exposição no Supremo Tribunal Federal, em Brasília.

Algumas dessas ilustras estão na página original em inglês.

respeito_edited.jpg

UMA LHAMA POR DIA

Um dia, durante uma viagem à Bolívia, Lorena inventou a personagem Lhama, a desenhou com diferentes roupagens para homenagear seus irmãos e as publicou em sua página pessoal no Facebook. Foi tanto o sucesso e tantos os pedidos por lhamas específicas, que a artista resolveu iniciar uma página com o intuito de postar uma lhama por dia, durante um ano. Ao fim, foram feitas mais de 400 lhamas!

 

A página "Uma lhama por dia" gerou o livro Uma lhama no cinema, publicado em 2014 pela Conrad Editors, reunindo as lhamas vestidas de personagens do cinema.

Tem algum personagem de filmes, musica ou esportes que você adora? Quem sabe você encontra o seu personagem preferido lá na página Uma lhama por dia!

DESAFIO OTA X LOKÁZ

O "Desafio OTA X LOKÁZ de quadrinhos" começou em 2012 quando Lorena publicou uma tirinha sarcástica sobre a extinção masculina no Facebook e OTA (Otacílio Costa d’Assunção Barros, famoso editor da revista MAD) respondeu que a autora estava muito raivosa com os homens. Lorena, que assinava Lokáz na época, não quis deixar barato e respondeu por cima, e assim, o desafio durou meses e meses online. Foram mais de80 tiras feitas por cada um e promovidas em programas de rádio e jornais da época.

Um homem e uma mulher 30 anos mais jovem, - a ideia era mostrar a diferença da visão de mundo e como o mundo está mudando em um livro dos dois autores, mas o OTA gostou tanto das próprias tiras que começou sua série de livros Garota Bipolar usando várias das tiras do desafio.

 

No fim, o livro não rolou, mas pelo menos os dois autores saíram cheios de novas ideias!

ota lokaz_edited.png
bottom of page